Sexta-feira, 3 de Outubro de 2008

Aula de Matemática

 

P’ra quê  dividir sem raciocinar
Na vida é sempre bom multiplicar
E põe A mais B
Eu quero demonstrar
Que gosto imensamente de você.
Por uma fracção infinitesimal,
Você criou um caso de cálculo integral
E para resolver este problema
Eu tenho um teorema banal
Quando dois meios se encontram
Desaparece a fracção
E se acharmos a unidade
Está resolvida a questão
P’rá finalizar, vamos recordar
Que menos por menos dá mais amor
Se vão as paralelas
Ao infinito se encontrar
Por que demoram tento os corações a se integrar?
Se infinitamente, incomensuravelmente,
Eu estou perdidamente apaixonado por você.
 
António Carlos Jobim/ Marino Pinto
publicado por mats1948 às 21:04
link do post | comentar | favorito
1 comentário:
De Transdisciplinar a 4 de Outubro de 2008 às 06:42
De novo as paralelas e o infinito...(tema recorrente quando se junta amor e matemática...).
Mas aqui é mais complexo : até mete cálculo integral e teoremas mesmo que banais !
Realmente é melhor multiplicar -- e estar perdidamente apaixonado...
:))

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Fevereiro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
25
26
27
28

.posts recentes

. ...

. Lembrar

. O ensino da Matemática ao...

. Está a chegar 2009

. É Natal

. Material de trigonometria

. Aula de Matemática

. Romance Ingénuo entre dua...

. O Que é a Matemática?

. Novo ano lectivo

.arquivos

. Fevereiro 2009

. Dezembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

blogs SAPO

.subscrever feeds